Carência nutricional das crianças

Hábitos alimentares adequados devem ser incentivados desde a infância

Você tem dificuldade de incluir frutas, verduras e legumes no prato do seu filho? Provavelmente, você não é a primeira e não será a última pessoa que luta para driblar essa dura realidade. Muitas vezes, na correria para exercer diferentes funções ao longo do dia, pode faltar tempo para cuidar com atenção da alimentação de toda a família. É neste momento que Biotônico Fontoura pode tornar-se um forte aliado dos pais, ajudando na suplementação de ferro na dieta.

Mas, afinal, qual é a função do ferro no nosso organismo? O ferro é um nutriente essencial para a vida de qualquer pessoa, já que tem a importante função de atuar na síntese (fabricação) das células vermelhas do sangue, que são responsáveis pelo transporte de oxigênio para todas as células do corpo. O ferro também está ligado à função imunológica e ao desenvolvimento cognitivo das crianças.

Apesar de uma alimentação inadequada refletir na ausência de vários outros nutrientes, como folatos, proteínas, vitamina B12, cobre, entre outros, a ausência de ferro é um dos fatores de impacto para a ocorrência de anemias carenciais.

Vale destacar que casos de deficiência de ferro importante devem ser acompanhados sempre por um profissional da saúde. A falta desse mineral no organismo pode provocar retardo do crescimento, comprometimento do desenvolvimento normal das crianças (capacidade de aprendizagem/ desenvolvimento cognitivo, coordenação motora e linguagem), falta de atenção, fadiga, redução da atividade física e da afetividade, assim como redução da eficácia imunológica.

Além disso, é importante lembrar que a alimentação inadequada na infância e na adolescência, aliada ao sedentarismo, são fatores de risco para doenças crônicas na vida adulta, como diabetes, hipertensão e obesidade. Inclusive, incentivar a alimentação balanceada entre crianças e adolescentes é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma medida saudável que deve ser mantida durante a vida inteira.

O ferro pode ser fornecido por meio dos alimentos de origem animal e vegetal, sendo a carne vermelha, as aves e os peixes os mais aproveitados pelo organismo. Entretanto, se mesmo uma alimentação saudável não for suficiente para suprir as necessidades diárias de ferro, o médico pode indicar uma suplementação do mineral.

E lembre-se de que os aprendizados e costumes adquiridos na infância e adolescência repercutem não apenas sobre a saúde, mas também no comportamento alimentar, percepção da autoimagem, preferências e até no desenvolvimento psicológico e social da criança.

Fique atento e converse sempre com o pediatra!


Fontes: Programa Nacional de Suplementação de Ferro. Disponível em: http://nutricao.saude.gov.br/mn/ferro/ferro_programa_info_geral.php. Acesso em: 22 de maio de 2017; e Ministério da Saúde (MS). Disponível em: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/34170-anemia-no-brasil-a-importancia-da-prevencao-e-controle. Acesso em: 22 de maio de 2017